quarta-feira, 25 de março de 2009

Vale a pena ler - 01

Talves muitos, não dêem crédito ao que eu penso, analiso e escrevo, porém, será que se outros pensarem, analisarem e escreverem a mesma coisa que eu penso, analiso e escrevo, terão crédito?

Segundo o que eu li nos comentários de cada artigo, continuo achando que "não", independente da fonte.

Vejo que é mais cômodo acreditar em uma mentira aceita por todos, do que em uma verdade que não é aceita por ninguém!

Bem, cada povo tem o governo que merece!!!


... Shako mako? Kulshi mako!

Leia abaixo os links, encontrados pela minha "adorável" esposa (Ani ohev otach)
:

Portal globo.com - Ciência da Fé

14/09/08 - 09h05 - Atualizado em 14/09/08 - 11h06
Entenda critérios usados por estudiosos para decidir o que vem de Jesus

Fatos constrangedores, revolucionários e múltiplas fontes são essenciais. Pesquisadores tentam 'filtrar' lado teológico e fé presente nos Evangelhos. Leia mais...


20/07/08 - 09h00 - Atualizado em 20/07/08 - 09h00
Deus bíblico pode ser fusão de vários deuses pagãos, dizem especialistas

Personalidade e atributos de Javé são compartilhados com outras divindades do Oriente.Pai celestial El, jovem guerreiro Baal e até 'senhora' Asherah teriam sido influências. Leia mais...


25/03/09 - 07h00 - Atualizado em 25/03/09 - 09h50
Maria provavelmente teve outros filhos além de Jesus, dizem historiadores

Evangelhos mencionam quatro irmãos e ao menos duas irmãs de Cristo. Interpretação de que eles seriam só primos prevaleceu no Ocidente. Leia mais...

domingo, 22 de março de 2009

Dando a Mão à Palmatória

Hoje, 22 de março de 2009, 4h25. Acabei de assistir na HBO – Jesus, A História do Nascimento (Título em inglês – The Nativity Story). Um filme focado no período de dois anos em que Maria e José partiram de Nazaré, fazendo sua jornada rumo a Belém para seguirem a determinação do Censo Romano e, cuja viagem, resultou no nascimento de Jesus. Conta também, o extermínio praticado por Herodes I (O grande), contras as crianças nascidas em Belém com menos de 2 anos, inclusive, a longa travessia feita por Baltazar, Melchior e Gaspar, intitulados Rei da Arábia, Reis da Pérsia e Rei da Índia e popularmente conhecidos como os Três Reis Magos, que previram o acontecimento e seguiram a estrela guia, resultado de uma conjunção de Venus, Júpiter e uma estrela desconhecida.

Segundo estudos, eram chamados de magos, portanto, não eram reis e, muito menos pode se dizer que eram três. Provavelmente eram sacerdotes ou conselheiros da religião zoroástrica persa.

O historiador Flávio Josefo (nasceu Yosef ben Matityahu – José filho de Matias), descendente de uma importante linhagem de sacerdotes e reis, após tornar-se cidadão romano, ficou conhecido como Titus Flavius Josephus, que presenciou a destruição de Jerusalém em 70 d.C. pelo Imperador Vespasiano, Herodes I morreu em 4 a.C., deixando em seu lugar os filhos Herodes Arquelau, Herodes Antipas e Filipe. Segundo os evangelhos, Herodes é acusado da “Matança dos Inocentes”, porém, Josefo, não confirma esse episódio, mesmo descrevendo, minuciosamente, inúmeros crimes cometidos pelo Rei. Há várias controvérsias com referência aos relatos da Bíblia.

Quirino, governador romano (da Síria) que ordenara o censo, somente governou a região a partir de 6 d.C., e segundo alguns historiadores, Jesus teria nesta época entre dez e doze anos. Quirino não foi contemporâneo de Herodes I e, o historiador Robin Lane Fox, em seus trabalhos, informa que não é verdade que os chefes de família tinham que se apresentar onde nasceram. Eles eram recenseados no lugar onde viviam, tinham propriedades ou ganhavam o seu dinheiro e, os romanos não faziam recenseamento em regiões de governos autônomos, como era o caso da Galiléia. Nestes casos, os habitantes não pagavam seus impostos diretamente a Roma e sim, ao governo regional, que por sua vez, pagavam os tributos à Roma.

Também encontrei relatos que estas estórias, de Censo, Belém, nascimento de Jesus, foi uma forma de autenticar a profecia do velho testamento, que dizia que o “salvador” descenderia da casa de Davi, que era originário de Belém. Acredita-se que a cidade de Nazaré, não existia na época de Jesus. O Talmude faz referência a 63 cidades da Galiléia, porém, Nazaré não é mencionada uma única vez e, de acordo com Flávio Josefo, havia uma seita chamada “dos nazarenos”, que eram uma ramificação dos Essênios, e que viviam às margens do Rio Jordão, cerca de cento e cinqüenta anos antes do nascimento de Jesus. É possível que os Essênios tenham formados as primeiras comunidades cristãs, sendo citadas no Talmude como “nozaris”. João Batista também era Nazareno, e sua missão era batizar o povo para salvar seus espíritos e curar seus corpos físicos. Bem diferente das crenças judaicas daquela época.

As controvérsias são muitas, e podem ser pesquisadas nos textos de Flávio Josefo, Filon de Alexandria e, principalmente, nos pergaminhos encontrados no Qunram e Massada, perto do Mar Morto. Mas há um inegável elo perdido entre cristianismo e judaísmo Essênio.

Acredita-se também, que os nazarenos, como ramificação dos Essênios, conheciam os ensinamentos provenientes de Buda e dos Vedas. Podemos encontrar a palavra Nazaré em dialetos indianos. Também, se fizermos um paralelo entre as palavras, ditas, de Jesus e as filosofias Índu e Budista, teremos grande similaridade entre elas.

Desde meus estudos escolares sobre história antiga, sobre o Império Romano, a Idade Média e a dominação do Império Cristão, fui contra a instituição Igreja, por não concordar com seus atos e suas manobras de poder, mas devo concordar que, se não fosse por eles, talvez esses conhecimentos não tivessem chegados até mim. Obscuros ou não, existe muita coisa boa nisso tudo. Como existem coisas boas em qualquer outra filosofia que lhe permita vivenciar elementos mais edificantes.

Muitos ensinamentos que hoje trago comigo, provavelmente, se não fosse pela constituição e força da “Igreja”, eu não teria tido acesso e não estaria em condições de analisá-los, avaliá-los, refutá-los ou aceitá-los.

Muito da minha formação moral e ética, não estaria embasada nesses ensinamentos e, por isso, talvez tenha que “dar a mão a palmatória”. Há desígnios que não são concebíveis. Há razões que não podem ser explicadas e se, mesmo assim, pudessem ser explicadas, provavelmente não compreenderíamos.

Parafraseando Shakespeare: “Há mais mistérios entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia”.

Quem sabe isso tudo já não estava previsto. Quem sabe não foi esse mesmo, o papel que a “Igreja” teria que fazer. Quem sabe, se ela fosse diferente do que foi, não teria sobrevivido até nossos dias e assim, não teríamos toda essa gama de conhecimentos que temos hoje.

É certo que, muito desses conhecimentos, foram manipulados, inventados e claramente, tendenciosos, porém, talvez se toda a verdade fosse revelada, perderíamos o prazer de conhecer essa verdade obscura e, principalmente, não teríamos os mistérios que rondam essas verdades, sobrevividos mais de dois mil anos. Talvez nunca venhamos a saber, se todas essas “estórias” que ouvimos desde criança e que alicerçam o cristianismo foram, ou são, realmente verídicas.

Sabemos que são controversas. Sabemos que as primeiras narrativas foram feitas de memória e possuem mais de cinqüenta anos do ocorrido. Sabemos que existem fantasias e retóricas, e porque não, grande persuasão envolvendo esse assunto, mas não sabemos se tudo isso deveria ser assim mesmo.

A única coisa que me resta agora, depois de usar meu raciocínio e meus conhecimentos é não brigar mais com a existência ou não da “Igreja”, mas sim, aproveitar o que ela, a pesar de tudo, trouxe de bom. Não vou deixar de avaliar, analisar, refutar ou aceitar tudo que eu conseguir absorver nesses anos todos, porém, neste momento, todo o histórico dessa instituição milenar e de seus componentes (que eu sempre desprezei), deixou de ser um problema para mim. Tenho, agora, ciência da sua importância e, se eu não posso me considerar senhor de minhas verdades, também não posso exigir isso dos outros. Assim sendo, mais um capítulo da minha vida que se vai!

Vou continuar refutando os textos bíblicos, ou qualquer outro texto que, como já disse anteriormente, venha a impedir o desenvolvimento mental e espiritual que todos temos direito, mas agora, não mais refutando sua essência primordial. Não sei se essa instituição durará para sempre, mas o seu papel, a trancos e barrancos, foi realizado.

Para quem têm olhos, que veja e ouvidos, que ouça!

quinta-feira, 19 de março de 2009

Destro ou Sinistro?

Diz-se da mão esquerda, “la mano sinistra”, ou simplesmente, sinistra em italiano.

Coitado dos nossos canhotos! Dos nossos e dos outros, porque essa gente continua sofrendo muito nesse mundo destro.

Um sinistro não é um bom augúrio! Um portador de “sinistralidade”, menos ainda!
Ninguém quer estar à “esquerda” de ninguém. Até Cristo, depois que subiu aos céus, segundo os tratados canônicos, está “sentando à direita de Deus Pai Todo Poderoso, de onde há de vir julgar os vivos e os mortos”. Tem coisa mais sinistra do que isso?

E quem está, ou esteve sentado à esquerda? A Bíblia não diz. Segundo os seguidores de ”Padinho Ciço”, acho que era o Tinhoso? Não sei!! Sei não! Esse “cabra” além de sinistro é perigoso.

Nada que está à esquerda é considerado bom. Aprendemos desde a tenra infância, que o bom mesmo é estar à direita. Talvez isso se deva a palavra “direito” que tem como sinônimo o sentido de “correto”. Em português cotidiano, a palavra “direito” tem tanto sentido de “reto” ou “justo”, como também pode ser entendida como sendo o masculino de “direita”, então, por eliminação, esquerdo seria incorreto, sem justiça, etc. Já a palavra “destro” tem como sinônimos hábil, perito, sagaz, ágil, etc. Ou seja, tudo de bom!!

Nas minhas pesquisas, encontrei algumas estórias interessantes sobre a diferença entre direita e esquerda. Divaga-se em alguns escritos que a pratica de se cumprimentar o outro com a mão direita, era utilizado como forma de proteção, pois como a grande maioria das pessoas são destras, ao cumprimentar-se utilizando-se da mão direita, ambos se esquivariam de sofrer um golpe desferido pelo seu oponente, com a mão que lhe é mais hábil.
Pode até ser, mas ainda acho que, no fundo, essa ojeriza pela esquerda, se deve ao antigo costume de limpar-se, de seus próprios dejetos, com a mão esquerda. Imputando-se assim, vez por todas, a denominação de mão impura e, cuja denominação localizada, generalizou-se, transformando em ruim tudo que estava “do outro lado”. Do lado esquerdo, bem entendido!

Hoje existem pessoas que enfiam a mão na “merda” (Me desculpem o termo. Eu poderia escrever "cocô", mas a enfase não seria a mesma), tanto na sua própria, como na dos outros, com a mão direita ou com a esquerda, inclusive, alguns enfiam os dois pés, e ninguém propõe nenhum tipo de exclusão.

Tem gente com “merda” até o pescoço e não vi até hoje, ninguém taxá-los de sinistros, muitíssimo pelo contrário, são tratados por excelências, ilustríssimos, reverendíssimos, etc. Nada muito sinistros, ou melhor, tudo muito sinistro!
Seria interessante ouvir um pronunciado deste na televisão:

Atenção Senhoras e Senhores! Agora entraremos em rede nacional para ouvir o pronunciamento do Excelentíssimo Senhor Sinistro da Educação! Sinistro da Saúde, Sinistro da Justiça, Sinistro do Trabalho, ou melhor ainda, Sinistro da Integração Social.

Show de bola!! Mas acho que nunca ouvirei isso! Porém, que tudo isso é muito sinistro, Ah! Isso é!

Eu nunca havia convivido com um canhoto! Bom, convivido eu convivi! Convivi e convivo, mas viver com uma canhoto é experienciar uma das experiências mais fascinantes que existe. Viver com um canhoto é “quase” ser um deles, pois mesmo que você não o seja, eles te trataram como se fossem.

Já experimentaram pedir um pedaço de durex (fita adesiva de antigamente), fita crepe, ou qualquer outro pedaço de rolo colante?? Não? Peça... Eles tem a terrível capacidade de fazer com que você cole seus dedos ao pegar naquele negócio grudento!

Já foi em uma casa de canhoto? Vá, e peça para ir ao banheiro! O rolo de papel higiênico estará sempre invertido. É, todo mundo sabe que o rolo de papel higiênico deve estar posicionado com a ponta, de cima para baixo. Existe um “montão” de explicações, além da facilidade em puxá-lo, o travamento na posição certa, desenrola mais fácil e você poderá puxá-lo, até de olhos fechados. Mas não em casa de canhoto! Em casa de canhoto, o papel higiênico é invertido!! Isso... A borda vai de baixo para cima!! Você pode tentar pegar, mas vai ter que largar o que estiver na sua mão e olhar para o “bendito papel higiênico” tentando descobrir onde foi parar “o fio da meada”. Papel higiênico em casa de canhoto, não tem borda solta. Parece que ela se esconde de vergonha. Depois de meia hora angustiante, você rasga o papel em qualquer lugar e puxa. Pegue o necessário, pois a hora em que você soltar, vai perder o “fio da meada” outra vez.
Abridor de latas é marca registrada de canhoto. Se você abrir a gaveta e achar um abridor de latas todo retorcido, algum canhoto passou por ali...

Outra coisa, se olhar para o polegar e o indicador de uma pessoa e, ele estiver em carne viva, todo esfolado e avermelhado. Você pode ter certeza que ele tentou cortar alguma coisa com uma tesoura comum.

Esse mundo foi feito para destros e os canhotos sofrem! Sofrem muito...

Mas, “vivendo” com canhoto, você começa a olhar o outro lado da vida. Eu hoje, por exemplo, sei quanto um canhoto projetou qualquer ferramenta, aparelhos, casas, viadutos, etc... A “mente inversa” é inversamente proporcional a dificuldade que eles possuem quando usam aparelhos de destros. Com toda a razão, eles projetam coisas para que eles utilizem, mesmo que seja só de pirraça!

Quando mudei para minha casa (além de sofre para empapelar as janelas e portas antes de pintar, pois minha auxiliar de pintura era minha “sinistra” esposa). Resolvi comprar uma lixadeira, já que resolvemos fazer todas as reformas que conseguíssemos (antes de morrer). Comprei uma lixadeira e adivinhem, foi projetada por um canhoto! É impossível colocar o pedaço de lixa naquele sinistro aparelho sem rasgar um montão de lixas. Tentar segurar as presilhas então, nem pensar. Com uma mão (com a mão errada) você segura e quando vai colocar a lixa, deixar escapar ou a lixa ou a lixadeira. Na maioria das vezes, prende o dedo. Um horror!! Peço para minha esposa colocar e ela nem pisca!!

Já viram quem projetou a reforma da Marginal Tiete em São Paulo? Com certeza foi um canhoto. Eu consigo errar todas as vezes que quero sair por uma das novas saídas. Faço uma bagunça tremenda para saber se onde eu quero ir, é a mesma saída que devo pegar e, principalmente, do mesmo lado que ela deveria estar e, infelizmente, não está.

E o “mouse” de computador?? O botão direito é para ser acionado com o indicador, que é o dedinho mais esperto. Existe a possibilidade de se inverter os botões, mas canhoto nenhum faz isso, pois se fizer, vai ter que levar um “mouse” a tira colo todas as vezes que for mexer em um computador, assim, eles usam os dedos invertidos. Para o botão direto o dedo médio e para o botão esquerdo,o dedo indicador. No dia a dia, eles acabam acostumando, porém, se for necessário qualquer traço ou ajuste fino, o “caldo entorna”.

Já entrou em casa construída por canhoto? Entrar mesmo, pela porta? A porta é invertida! É mais provável que a principal não seja, mas dentro, sempre terá uma porta invertida. Ou o projeto foi invertido, ou o pedreiro era invertido ou os dois.
Eu não sei (preciso pesquisar) se existe geadeira (ou Freezer) com porta dos dois lados. Ou melhor, você pode escolher o lado que aporta irá abrir? Na casa da minha sogra (que é canhota) toda as vezes que vou abrir a geladeira, eu quase arrebento o puxador da porta da geladeira, pois o lado que abre, não é o que abre! A porta é ao contrário (preciso pergunta a ela se você pode escolher o lado em que se abre uma geladeira).

São tantas coisinha que não damos importância no dia a dia (porque somos destros e o mundo foi feito para destros), mas a vida de um canhoto é mesmo difícil. Se, em somente algumas oportunidades em encontro dificuldades e já me irrito, imaginem eles.. As vezes dá uma dó tremenda!! Coisa que para nós é simples, para eles é uma dificuldade tremenda.

Prometi a minha mulher que é sinistra, ou melhor, canhota, que escreveria um artigo sobre os canhotos. Preciso anotar todas as dificuldades deles. Uma vez, projetei um abridor “ambidestro”, mas não consegui ninguém que o produzisse. Vez por outra, deixo o papel higiênico ao contrário, só para agradar minha companheira de vida. Não deixo mais que ela abra as latas. Se tiver que cortar alguma coisa com a tesoura, eu corto. Aprendi a conhecer as dificuldades encontradas por essas pessoas que veem o mundo como se ele estivesse refletido em um espelho. Aprendi a admirá-los!

Aprendi a entender o pensamento e a visão do “contrário’, pois realmente, para alguns, o mundo está totalmente ao inverso. Que direita pode ser esquerda, em cima pode ser em baixo e que pleonasmos nunca serão aplicados por esses seres, por que, sair para dentro ou, entrar para fora, nesse caso, pode até ser algo possível.

Achamos que o mundo é como ele é visto, porém, se pensarmos como as coisas se processam, veremos que isso pode não estar muito correto.

Usamos nossos olhos para ver o mundo, porém, a luz refletida dos objetos é captada e passa por uma lente biconvexa, chamada cristalino, que sendo uma lente convergente, inverte a imagem real, que é refletida e captada pelos bastonetes e cones localizados na retina. Cabe então ao nosso cérebro, desfazer essa inversão. Agora, será que o cérebro faz mesmo a inversão da imagem, ou o que enxergamos é a realidade de cabeça para baixo? Ainda não sei. Vou pesquisar melhor esse assunto, porém, se essa informação não for comprovada, podemos dizer que, o que conhecemos de mundo, não tem nada a ver com a realidade e, nesse caso, os canhotos estarão mais corretos do que nós, os “ditos” normais.

Careço de mais tempo para discorrer sobre esse assunto e, agora, infelizmente, vou dormir, porque minha senhora já ordenou e, se eu não cumprir a sua ordem, a mão sinistra pode pesar sobre mim. Portanto, Buenas Noches!!!

PS: Brincadeirinha meu amorzão!! Escrevo esse artigo em outra hora menos sinistra!


quarta-feira, 18 de março de 2009

PIZZA ou PASTA?

Pizza o la Pasta?

Qui, noi abbiamo la pizza. Ci hanno "pasta"! La nostra pizza non è rottura, ma il grande società cattolica ha cominciato a incrinarsi. Hanno ancora il granulo duro, ma...

Antes de mais nada! A fim de esclarecer alguns desentendimentos ocorridos sobre o meu posicionamento político-religioso, informo que não sou contra o cristianismo, judaísmo, islamismo, hinduísmo ou qualquer outro “ismo” religioso que exista. Sou contra as instituições ditas religiosas, sejam elas pertencentes as linhas que forem. Sou francamente contra a instituição Igreja (católica ou protestante), que é a que eu mais conheço. Sou contra a manipulação do ser - humano. Sou contra a interpretação e manipulação errônea de escritos ditos “sagrados”. Sou contra posicionamentos maniqueístas. Sou contra incaltos que se acham deuses. Sou contra tudo que limite a mente e o coração das pessoas e que lhes inflijam dor, angústia e culpa. Venham da onde vierem e que façam parte da agremiação que fizerem, sejam elas religiosas ou não. Fora isso, sou a favor de tudo!!

Monsenhor Fisichella (Arcebispo- presidente da Pontifícia Academia pela Vida), que é a maior autoridade em Bioética do Vaticano, disse em seu artigo "Dalla parte della bambina brasiliana" publicado pelo braço jornalístico católico "L´OSSERVATORE ROMANO", que singelamente, como se haveria de esperar, as declarações do nosso arcebispo de Olinda deveriam ser relegadas a um segundo plano e, deveríamos nos preocupar com o que “é realmente grande” e, deixar de lado aquilo que não se refere diretamente ao problema. Em outras palavras, se esqueçam das besteiras que uma das maiores autoridades episcopal do país disse e voltem suas atenções para o drama da menina estuprada e engravidada pelo padrasto. Isso sim, é o mais importante. Ou ainda, em português claro, tampem o sol com a peneira e finjam que o arcebispo não disse nada e isso será melhor para vocês e todos nós (eles).

... “Prima di pensare alla scomunica era necessario e urgente salvaguardare la sua vita innocente e riportarla a un livello di umanità di cui noi uomini di Chiesa dovremmo essere esperti annunciatori e maestri. Così non è stato e, purtroppo, ne risente la credibilità del nostro insegnamento che appare agli occhi di tanti come insensibile, incomprensibile e privo di misericordia.”

Fonte: L´Osservatore Romano - http://www.vatican.va/

Tradução: “Antes de pensar em excomunhão era necessário e urgente salvaguardar a sua vida inocente e retornar a um nível de humanidade que nós homens da Igreja deveríamos ser pregadores e professores. Coisa que não existiu e, infelizmente, afetou a credibilidade do nosso ensinamento que parece, aos olhos de tantos, como insensível, incompreensível e privado de misericórdia”.

Carta ao Vaticano

Desculpe-me Monsenhor, infelizmente, não é como o senhor disse: - “parece ser”. FOI e sempre é!!

A igreja, em seu longo histórico passado e, também, na atual conjuntura, a fim de proteger sua instituição e seus eternos regalos, sempre procurou disfarçar seus desígnios obscuros, dizendo-se “representante de Deus na terra”. Acredito que, se realmente existe um Deus, duvido muito que ele escolheria essa e tantas outras instituições compatíveis, para representá-lo nesse nosso pobre mundinho. Tenho dúvidas também, se Ele precisa de qualquer tipo de instituição para protegê-lo ou falar em seu nome.

A instituição que o senhor representa, sempre foi “insensível” e “privada de misericórdia” com tudo aquilo que pudesse fazer frente a sua ânsia de poder. Frente aos seus súditos e, principalmente, frente àqueles que, um dia, tentaram interpor-se a essa Ordem Eclesiástica e seu passado (e presente) manchado de orgulho, egoísmo e avareza.

Sua instituição sempre se utilizou de métodos apavorantes idênticos a qualquer outro tipo de reinado. Neste caso, a única coisa que não foi, como o senhor, erroneamente declarou, ser tudo isso “incompreensível”. Pelo contrário, as declarações foram clara, objetivas e, totalmente compreensivas e isso retrata bem o pensamento da sua igreja e de seus egressos. Talvez seja uma outra forma de manipular seus seguidores e defender a perpetuação da “santa sé”, no caso em questão, a saída politicamente correta, foi fazer agora uma “mea culpa”.

Infelizmente, para vocês, isso não esconde o fato da igreja, ainda pensar desta mesma maneira absurda que sempre propagou. Isso não esconde o fato, desta instituição milenar, achar que é a única a ter o poder sagrado e outorgado por Deus e, ainda assim, procuração e aprovação para falar em Seu nome.

Isso tudo, também não esconde o fato de que a sua organização, nunca teve a responsabilidade moral e sagrada de instruir e desenvolver a mente e a espiritualidade de quem quer que seja, nem fieis e nem infiéis, muito pelo contrário. Segundo os maniqueístas de plantão, quanto mais inculto, despreparado, amedrontado e subjugado for o povo, mais fácil ele será manipulado! Niccoló Machiavelli que o diga!

O julgo do que é “Bem” e do que é “Mal”, sempre foi objeto de barganha, e sempre dependeu da conjuntura, dos ganhos, das mentiras, das falácias e das necessidades de “uns” em detrimento da maioria, quando isso deveria ser o contrário.

Felizmente, para vocês, o povo ainda permanece inculto e não está preocupado em desenvolver um raciocínio lógico e crítico sobre diversos assuntos, principalmente se eles forem políticos e, iconoclasticamente, religiosos. O medo de ofender a Deus, de pecar, do pecado original, de ser relegado ao “inferno” eterno, de ser expulso ou ridicularizado pelo seio da sociedade, faz com que todas essas mentiras, criadas e imputadas por vocês mesmos, ainda funcionem como ferramenta de controle e manipulação. Graças ao seu deus, seja lá quem ele é, felizmente ainda, o povo necessita de lideres bem intencionados e, infelizmente, seguem qualquer um que se perverta nessa imagem.

A história nos ensina que o poder não é eterno, mesmo que pareça, mesmo que ele se perpetue por milênios, um dia, ele se extinguirá. Por mais que se tente manter o “statu quo”, um dia ele cairá, pois a vida, mesmo lentamente, se altera minuciosamente com o passar do tempo.

Grandes impérios foram destruídos, grandes nações foram subjugadas, grandes homens foram reduzidos a pó, que é o fim de todos nós e isso vale para vocês também, principalmente. Porém, enganam-se aqueles que pensam que o maior poder de todas as eras, o Romano, desapareceu depois de quase 1.000 anos de história. Enganam-se aqueles que lhe adicionam mais 1.000 anos, período este, que mesmo esfacelado, exerceu ainda domínio sobre sua parte oriental, cuja capital era Constantinopla, perfazendo-se um total de quase 2.000 anos de dominação.

Enganam-se aqueles que acham que o Império Romano acabou, ele ainda existe. Graças a uma ardilosa manobra de Constantino I (Flavius Valerius Constantinus), que, politicamente e pseudamente, se converteu ao cristianismo (mas ele mesmo, manteve claramente sua adoração ao “Deus Imperial Sol”, publicamente até 315 d.C., e secretamente cultuou seu paganismo até o final de sua vida, porém, o absurdo disso tudo, foi o Massacre de Tessalônica) e como Sumo Pontífice, obrigou a todos que aceitassem a nova religião. Já ouviram falar nesse sujeito? O Sumo Pontífice foi o cargo tradicionalmente ocupado por todos os imperadores romanos que controlavam e regulavam todas as práticas religiosas do Império. O Papa, na época e ainda hoje, é o título dado ao Bispo de Roma, que atualmente, é o Chefe da Igreja Católica e chefe do Estado do Vaticano e, mais precisamente, o atual Sumo Pontífice, ou seja, a autoridade suprema do cristianismo. Constatino, depois de ter unificado o mundo Romano, convocou o Concílio de Nicéia – em Nicéia, hoje Iznik, na Turquia - (eu diria que esse deveria ter se chamado Concílio de Neisseria. Isso mesmo, neisseria, uma bactéria da família Neisseriaceae, que é um diplococo gran-negativo altamente contagioso). Nos três primeiros concílios, determinaram-se todas as bases futuras para o cristianismo, inclusive, a Vulgata Latina, que é a compilação da nossa atual Bíblia e as determinações do que deveria ser considerado “sagrado” e o que não deveria. É claro, baseado naquilo que era de interesse na época e que, também, interessava as pretensões futuras desta “igreja” (só para espezinhar ainda mais toda essa manipulação religiosa. Para aqueles que, avidamente, acreditam em tudo que existe na Bíblia e, por isso, possuem nos 10 Mandamentos de Moisés - dizem que é de Deus e foi recebidos por Moisés, mas há controvérsias- uma forma de nortear as suas vidas, cuidado! Segundo esses mandamentos ou também chamadas de Leis Mosaicas - ver Deuteronômios 5 -, Deus elegeu o Sabbath - Sábado, último dia da semana - como dia de descanso e adoração ao Senhor, porém, Constantino, no seu Édipo de Constantino, promulgado em 321 d.C., alterou o mandamento que glorificava o Sábado e, simplesmente, com uma “canetada” transformou-o em Domingo – primeiro dia da semana, dia também reservado para adoração ao deus Sol, e isso se mantêm até hoje, ou seja, cuidado naquilo em que acreditas, naquilo que lês e naquilo que ouves. Tudo pode ser ajeitado, tudo pode ser modificado e tudo pode ser desvirtuado e, principalmente, manipulado). Não seja um robô, um marionete ou um burrinho que para tudo, abaixa a cabeça. Vá à luta, estude, pesquise, se instrua, conheça e raciocine por si mesmo. Não assemelhe idéias pré-formatadas. Não repasse coisas que não são suas, mesmo que você acredite nisso. Não assine nada sobre conceitos que você desconhece e que foi “culturalmente” obrigado a aceitar. E, acima de tudo, não deixe que opiniões forjadas pelos outros direcione a sua vida. Um dia você responderá por isso, e lembre-se, mesmo em nossas regras mundanas, você não pode alegar desconhecimento da lei. Juridicamente isso não é possível!

Finalizando, esses intitulados “representantes de Deus”, são sim, reais herdeiros do Império Romano e não, daquele humilde filho de carpinteiro que, segundo relatos, tratava a todos como seus iguais. Nem mais, nem menos, simplesmente iguais. Filhos do mesmo Pai e herdeiros da mesma fonte.

Pense bem e reflita sobre as suas crenças e, principalmente, analise conscientemente a mando de quem você norteia a sua vida.

Dê a Cesar o que é de Cesar e a Deus, o que é de Deus!

terça-feira, 10 de março de 2009

Rapidinhas - 1

"Os deuses, quando querem brincar com a gente, atendem aos nossos desejos!"
- Oscar Wilde

... por isso, cuidado com o que desejas, você pode conseguí-las! E aí, bau-bau, não tem mais jeito!



A verdade, em matéria de religião, é simplesmente a opinião que sobreviveu.
- Oscar Wilde too..

... Se uma mentira contada mil vezes se torna uma verdade, imaginem, se for contada mil vezes mil, vezes mil, vezes mil, vezes...


"A única maneira de não errar, é não fazer! Quem não faz, não erra, mas também, não acerta! E, quem não erra, não muda! Para que mudar quando se está sempre certo! Certo?"


Vale a pena "Ler" de Novo!!

Depois das tristes alegações do arcebispo de Olinda e Recife, vale a pena "ler" de novo!

A Lei de Deus

Laura Schlessinger é uma personalidade do rádio americano que distribui conselhos para pessoas que ligam para seu show. Recentemente (já faz tempo) ela disse que a homossexualidade é uma abominação de acordo com Levíticos 18:22, e que não pode ser perdoada em nenhuma circunstância. O texto abaixo é uma carta aberta, enviada para a Dra. Laura por um cidadão americano e também disponibilizada na Internet.

Cara Dra. Laura,


Obrigado por ter feito tanto para educar as pessoas no que diz respeito à Lei de Deus. Eu tenho aprendido muito com seu show, e tento compartilhar o conhecimento com tantas pessoas quantas posso.

Quando alguém tenta defender o homossexualismo, por exemplo, eu simplesmente o lembro que Levíticos 18:22, claramente afirma que isso é uma abominação. Fim do debate.


Mas eu preciso de sua ajuda, entretanto, no que diz respeito a algumas leis específicas e como segui-las:

a) Quando eu queimo um touro no altar como sacrifício, eu sei que isso cria um odor agradável para o Senhor (Levíticos 1:9). O problema são os meus vizinhos. Eles reclamam que o odor não é agradável para eles. Devo matá-los por heresia ?

b) Eu gostaria de vender minha filha como escrava, como é permitido em Êxodo 21:7. Na época atual, qual você acha que seria um preço justo por ela?

c) Eu sei que não é permitido ter contato com uma mulher enquanto ela está em seu período de impureza menstrual (Levíticos 15:19-24). O problema é: como eu digo isso a ela ? Eu tenho tentado, mas a maioria das mulheres toma isso como ofensa.

d) Levíticos 25:44 afirma que eu posso possuir escravos, tanto homens quanto mulheres, se eles forem comprados de nações vizinhas. Um amigo meu diz que isso se aplica a mexicanos, mas não a canadenses. Você pode esclarecer isso? Por que eu não posso possuir canadenses ?

e) Eu tenho um vizinho que insiste em trabalhar aos sábados. Êxodo 35:2 claramente afirma que ele deve ser morto. Eu sou moralmente obrigado a matá-lo eu mesmo?

f) Tenho um amigo que acha que comer moluscos não seja uma abominação (Levíticos 11:10) ou, é uma abominação menor que a homossexualidade. Eu não concordo. Você pode esclarecer esse ponto?

g) Levíticos 21:20 afirma que eu não posso me aproximar do altar de Deus se eu tiver algum defeito na visão. Eu admito que uso óculos para ler. A minha visão tem mesmo que ser 100%, ou pode-se dar um jeitinho?

h) A maioria dos meus amigos homens apara a barba, inclusive o cabelo das têmporas, mesmo que isso seja expressamente proibido em Levíticos 19:27. Como eles devem morrer?

i) Eu sei que tocar a pele de um porco morto me faz impuro (Levíticos11:6-8), mas eu posso jogar futebol americano se usar luvas? (as bolas de futebol americano são feitas com pele de porco)

j) Meu tio tem uma fazenda. Ele viola Levíticos 19:19 plantando dois tipos diferentes de vegetais no mesmo campo. Sua esposa também viola Levíticos 19:19, porque usa roupas feitas de dois tipos diferentes de tecido (algodão e poliester). Ele também tende a xingar e blasfemar muito. É realmente necessário que eu chame toda a cidade para apedrejá-los (Levíticos 24:10-16)? Nós não poderíamos simplesmente queimá-los em uma cerimônia privada, como deve ser feito com as pessoas que mantêm relações sexuais com seus sogros (Levíticos 20:14)?

Eu sei que você estudou essas coisas a fundo, então estou confiante de que possa ajudar.

Obrigado novamente por nos lembrar que a palavra de Deus é eterna e imutável.

Seu discípulo e fã ardoroso.


Nome mantido em sigilo

...
É! Existe um conceito em Engenharia de Processos que diz que várias regras (leis) são criadas em determinados instantes para se resolver um problema específico e pontual e, quando não são desligadas, ou pior, quando alguém se esquece de descaracterizá-las como "regras obrigatórias e usuais" pois, ou o problema mudou de perspectiva, ou a causa inicial se atualizou, ou a conjuntura mudou ou, no caso em questão, estamos há mais de 5.000 anos à frente destas "leis" antigas e retrógradas, essas regras causam muitos problemas, por vezes, não facilmente detectáveis e normalmente insolúveis, e que, se não forem extirpadas e exterminadas do seio de nossa sociedade, principalmente dos nossos costumes, continuarão a se perpetuar e, o pior de tudo, ninguém sabe o porquê!

Mas eu sei! Alguém, propositadamente ou não, se esqueceu de atualizar seus conceitos de crença, de civilidade, de ordem e, principalmente, de bem comum! E isso, atende aos anseios de várias correntes conservadoras que detém o poder pelo uso do medo, da imputação de culpa e da manipulação de valores, afim de se perpetuarem na sua ampla e egoística cobiça e amor arraigado ao poder! Amém...
(Isso também vale para o clientelismo político desta grande e amada nação!)

sábado, 7 de março de 2009

Escomungados?? Me inclua nessa!!!

Excomunhões anunciadas por arcebispo de Recife!

O arcebispo de Olinda e Recife excomungou nesta quarta-feira (04/03/2009) a mãe, os médicos e outros envolvidos no aborto sofrido por uma menina de 9 anos. Segundo a polícia, o padrasto confessou que abusava da garota e seria o pai dos gêmeos que ela esperava.

Ao justificar sua ação, dom José Cardoso Sobrinho disse que, aos olhos da Igreja, o aborto foi um crime e que a lei dos homens não está acima das leis de Deus e, segundo direção de hospital, "Se a gravidez continuasse, o dano seria pior. O risco existiria até de morte ou de uma seqüela definitiva”.

A realização do aborto passou a contar com oposição declarada do arcebispo de Olinda e Recife, dom José Cardoso Sobrinho, um integrante da ala conservadora da Igreja. “A lei de Deus está acima de qualquer lei humana. Então, quando uma lei humana, quer dizer, uma lei promulgada pelos legisladores humanos, é contrária à lei de Deus, essa lei humana não tem nenhum valor”.

Nesta sexta-feira (06/03/2009), o arcebispo disse que o padrasto, suspeito de violentar a menina e ser pai dos bebês, não pode ser excomungado. "Ele cometeu um crime enorme, mas não está incluído na excomunhão". "Esse padrasto cometeu um pecado gravíssimo, porém, mais grave do que isso é o aborto, é eliminar uma vida inocente."

Neste sábado (07/03/2009), o arcebispo rebateu as críticas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ao comentar o caso, o presidente disse, na sexta-feira (06/03/2009), que a "medicina está mais correta que a Igreja". Para o arcebispo, Lula deve buscar a assessoria de algum teólogo para falar com mais propriedade sobre o tema. "Se o presidente da República deseja fazer um pronunciamento sobre um tema teológico, eu sugeriria que ele primeiro tivesse ajuda de seus assessores que conheçam a doutrina da Igreja Católica."
- Fonte: Globo.com


Vamos lá!

O arcebispo disse que “Aos olhos da Igreja, o aborto foi um crime e que a lei dos homens não está acima das leis de Deus”. O que é lei dos homens e o que é a lei de Deus? Quem fez essa chamada lei de Deus? Porque algumas religiões que pregam a culpa, a opressão, a coação e o controle irracional dos seres humanos, cismam em se esconder atrás de palavras (escritos) que não podem ser comprovados e, que também, foram escritos (até prova em contrário) por seres humanos. Não há registro na história que Deus tenha escrito algo em algum lugar, a não ser nos filmes de Hollywood, pois, nem na Bíblia alguém informou ter visto Deus escrevendo alguma coisa (fora Moisés, é claro). Segundo a lenda, Deus escreveu em lâminas de pedra os famosos “dez mandamentos”, onde consta “não matarás”, mas ele se esqueceu de colocar um item para “não estuprarás” (Acho que aí está uma prova de que a mulher é um ser de segunda espécie que não precisa desse tipo de proteção. É claro que homens adultos e, principalmente, crianças também são vítimas de estupro, porém, acredito que isso não seja nem 1% do total).

Lembre-se “dom” arcebispo, que os maiores estupradores de crianças pertence à mesma instituição que o senhor defende, será por isso essa sua defesa e declarada oposição?

O Senhor fala em eliminação de vidas inocentes!! E o que me diz da “Santa” Inquisição e da “Santa" Cruzada? Ahh, entendi! Aqueles não eram inocentes... ok!!

Em nome da “Santa” Fé, a “Santa" Igreja sob a bandeira da misericórdia e da justiça, levava para os cárceres e para a fogueira os acusados de heresia e, também, por escrever e publicar idéias proibidas (que eram sempre antagônicas aos interesses da Igreja). A verdade imposta não deveria nunca ser contestada: a ordem deveria ser mantida e os "elementos heréticos" e "diabólicos" que colocavam em perigo a sociedade deveriam ser eliminados (balela!). Foi através do fogo que a “Santa” Inquisição eliminou os pecadores e seus escritos. Condenar apenas não adiantava: era preciso queimar, transformando o Mal em cinzas e os descendentes dos condenados em párias.

Utilizava-se de tortura e o temor para distorcer a verdade. Vizinhos acusavam-se mutuamente, cristãos denunciavam companheiros de religião, crianças testemunhavam contra os próprios pais, era família contra família, esposas delatavam seus maridos e vice-e-versa. Estranho isso, porque será que os piores regimes governamentais da história sempre se utilizaram destes procedimentos?

Senhor “Dom”: - O senhor sabia que as cruzadas e a inquisição mataram mais do que o nazismo na II Guerra Mundial.

Em toda a sua calamitosa história, a Igreja Católica nada mais tem feito do que perseguir o homem, sob o sofisma de agir em nome de Deus. As cruzadas à Terra Santa custaram à humanidade o sacrifício de dois milhões de vítimas; de Leão X a Clemente IX (papas) os sanguinários agentes do catolicismo, que dominavam a França, a Holanda, a Alemanha, a Flandes (região norte da Bélgica) e a Inglaterra, realizaram o tenebroso massacre de São Bartolomeu, onde se massacrou quase cem mil protestantes. Não que os protestantes fiquem livre deste julgo. Os mesmos, também em nome de Deus, enforcaram e queimaram todos aqueles que não compartilhavam de suas idéias. Que digam as “bruxas” de Salem (Na Vila de Salem, uma colônia da Baía de Massachustts, New England - EUA -, onde hoje é a cidade de Danvers, ficou famoso o julgamento e a condenação à morte de várias pessoas acusadas de feitiçaria), enquanto a Companhia de Jesus, obra do abominável Inácio de Loyola, cometia as maiores atrocidades e o seu agente, S. Francisco Xavier, em missão no Japão, imolava cerca de quatrocentos mil nipônicos; as cruzadas levadas a efeito entre os indígenas da América, segundo Las Casas, bispo espanhol e testemunha ocular de perseguição e autos-de-fé, sacrificaram doze milhões de seres em holocausto ao seu Deus; a guerra religiosa que se seguiu ao suplício do Padre João Huss e Jerônimo de Praga, contou com mais de cento e cinqüenta mil vidas imoladas à Igreja Romana; no século XIV, o grande Cisma do Ocidente cobriu a Europa de cadáveres. Nada menos de cinqüenta mil vidas foi o preço cobrado pela ira papal; as cruzadas, levadas a efeito a partir de Gregório VII (papa), roubaram à Europa cerca de trezentos mil homens, assassinados com requintes de selvageria; nas terras do Báltico, os frades cavaleiros, além de uma devastação e pilhagem completa, ainda sacrificaram mais de cem mil vidas; a imperatriz Teodora, dando cumprimento a uma penitência imposta pelo seu confessor, fez massacrar cento e vinte mil maniqueus, no ano de 845; as disputas religiosas entre iconoclastas e iconólatras devastaram muitas províncias, resultando ainda no sacrifício de mais de sessenta mil cristãos degolados e queimados. A Santa Inquisição, na sua longa e tenebrosa jornada, levou aos mais horrorosos suplícios, inclusive às fogueiras, algumas centenas de milhares de pobres desgraçados; segundo o Barão d´Holbach, a Igreja Católica Romana, pelos seus papas, bispos e padres, é a responsável pelo sacrifício de cerca de dez milhões de vidas (O “dom” é arcebispo, porém, arcebispo é um bispo que comanda uma arquidiocese, que possui esse nome porque é uma importante diocesi, que no seu sentido exato, que dizer uma organização com base territorial que abrange determinada população sujeita à autoridade e administração do bispo).

Precisa dizer mais?

Não sou a favor do Presidente Lula. Nunca fui, porém, devo parabenizá-lo pelo posicionamento franco e justo, independente do nosso Brasil ser considerado o maior país do mundo em número de católicos nominais, com 73,8% da população brasileira declarando-se católica, de acordo com o IBGE. Se isso pode ser considerado verdade ou não, eu não sei e não me interesso, mas que existe um medo danado de não se declarar católico por aqui, ah! Isso existe!

Matou-se e mata-se muito mais no mundo “em nome de Deus” e ninguém, nunca tomou nenhuma providência a esse respeito. Não falo só dos “ditos” cristãos, mas incluo nesse mesmo caldeirão, os mulçumanos, judeus e aqueles de outras religiões, que possuem a mesma procissão. O grande problema é, e sempre foi, o fundamentalismo. Fundamentalista são aqueles, de distintas correntes religiosas, que promovem a interpretação literal de um texto fundamental (Bíblia, Torá, Corão ou qualquer outro), cujo qual, possui autoridade máxima e que nenhuma outra autoridade pode subjugá-lo, e ainda mais, acreditando-se que este deveria impor-se sobre todas as leis existentes nas sociedades democráticas.

Parabéns Dom!! Você está seguindo corretamente a cartilha dos retardados deste mundo e, por favor, me coloque na lista de excomungados. Será um prazer pertencer a esta classe!!

Desculpe-me, mas acredito que tudo que seja obrigado, boa coisa não é! Graças, literalmente, a Deus, pertenço a uma sociedade e um país que não está sob o julgo dessas insanidades, pelo menos, não obrigatóriamente!

Abraços

PS:
Desculpem-me se minhas palavras foram duras, tanto quanto, as do senhor arcebispo, porém, não admito, em nenhuma circustância, seja esse ou aquele caso, que robotizem a forma de raciocínio de quem quer que seja, principalmente a minha!! E, ainda mais, depois de uma semana, continuo com essa porcaria de conjuntivite!!

Abraços irritadiços a todos!!

quinta-feira, 5 de março de 2009

O BODE RUSSO!


Acho que, agora, entendi a velha estória (com várias versões) do famoso bode russo:

O BODE RUSSO
Na velha Rússia, capital da antiga República Socialista Soviética, onde imperava o comunismo e, palco de diversas histórias sobre as máximas negativas da burocracia, existia um casal com quatro filhos que morava em um apartamento minúsculo de apenas um cômodo. Toda semana, o pai ficava na fila do Conselho da Habitação para solicitar um apartamento de dois quartos, e nunca era atendido.

Como a situação se tornava, cada vez mais, insuportável. O pai resolveu que seria atendido de qualquer jeito, mesmo que para isso, tivesse ele, que passar dias na fila.

Seu entendo foi recompensado, após três dias de fila, chegou sua vez de ser atendido. Ele foi levado até uma sala de espera lotada e sem ventilação e, após quatro horas de espera sob aquele ar viciado e escaldante, todos começaram a reclamar da grande demora. A cada minuto que se passava mais e mais pessoas, incomodadas, reclamavam da situação.

Em dado momento, um policial da segurança trouxe um velho e mal cheiroso bode e colocou-o no meio da sala. Após alguns segundos de espanto, todos se entreolharam e começaram a bradar impropérios, protestando contra a situação. Realmente era insuportável! Uma sala quente, sem ventilação, cheia de gente e, agora, com um bode fedido e mal cheiroso. Após uma hora de desespero, o guarda apareceu, pediu desculpas pela situação e disse que tinha se enganado quando deixou o bode ali. Retirou o bode e todos, com ares aliviados, bateram palmas e urraram de alegria.

Moral da História: Problemas menores desaparecem frente a problemas maiores ou, se você preferir, se a coisa parece insuportável, acredite, ela pode piorar!!

... pois bem, há um ano e meio me deparei com a necessidade de utilizar óculos. Descobri, depois de velho, que não estava enxergando de longe, ou seja, estava com uma miopia de 1,5 graus. Segundo meu oftalmologista, é muito raro acontecer de uma pessoa ficar míope de uma hora para outra. É mais provável que eu já possuísse essa deficiência, porém, nunca havia notado, ou melhor, me incomodado.

Mesmo odiando utilizar óculos, descobri que o mundo é muito mais colorido e muito mais nítido do que eu achava, e que, existe forma de vida após três metros de distância. Porém, os óculos me incomodavam, e muito.
Em torno dos quarenta anos, aparece um negócio chamado presbiopia ou “vista cansada”, é uma evolução natural da visão, que se manifesta em todas as pessoas. Todos nós iremos senti-la, mais tarde ou mais cedo, porque os nossos olhos perdem a elasticidade a medida que envelhecemos. Isto resulta numa crescente dificuldade em ver bem de perto ou  melhor, ver de perto bem.

Eu não sentia nada, então, me achava jovem! MENTIRA!!! Jovem nada, eu não sentia problemas em enxergar de perto porque era MÌOPE!
O nome presbiopia vem da palavra grega “presbus”, que significa "homem velho". Em pessoas jovens a lente do olho é macia e flexível, capaz de mudar rapidamente seu formato para focalizar a imagem. Com o tempo há um endurecimento gradual do material que compõe a lente e, como resultado, a capacidade de foco diminui.

A miopia anula a presbiopia, assim, o míope não tem problemas para enxergar de perto (era o meu caso). Quando comecei a utilizar óculos, parei de enxergar de perto. Horrível! Sempre tive dúvidas do que era “menos pior”, não enxergar de perto ou não enxergar de longe. Como dou aulas, sou obrigado a colocar os óculos para ver meus alunos e tirar-los, para ver o que eu escrevi na lousa ou em algum papel. Tiro o óculos e não vejo o mundo após três metros, ponho os óculos e não vejo o mundo a menos de três metros. Loucura! Televisão, só de óculos, computador, sem óculos. O problema é quando estou escrevendo no computador com a televisão ligada e algo me chama a atenção. Tenho que ir procurar meus óculos (que nunca estão no mesmo lugar) e nisso, perco tempo e o que queria ver na TV.

Descobri que era míope porque, mesmo aumentando o tamanho da televisão, não conseguia entender as traduções de filmes ou os famosos GC´s (aquela porcaria de “letrinhas”, comuns em várias redes televisivas, que ocupam quase meia tela e não deixam você enxergar o que mais interessa, que é a imagem do fato! Muitos programas da televisão brasileira, depois que descobriram que a CNN utiliza-se disso em todas as suas transmissões, acham que podem colocar GC em tudo que fazem e a toda hora – Já perguntei a alguns profissionais de televisão o que significa GC, e todos falam que são aquelas “letrinhas”. Isso eu já sei! Pô! Quero saber o que quer dizer a sigla GC. Acho eu, que é “Gerador de Caracteres”, mas não tenho certeza. Nem eu e, nem eles). Isso me irritava muito.

Por um lado foi bom essa problemática, melhorei meu inglês. O lado ruim é que descobri que o inglês da região de Los Angeles é horrível para meus ouvidos e, na maioria dos filmes, os atores vivem ou são desta região, ou seja, para mim, inglês de Los Angeles é outra língua (como se eu fosse nativo). Aprendi a diferenciar os sotaques em inglês. Como todo bom aquariano metido, prefiro o “accent” de Nova York (O britânico é muito pomposo e me dá sono), agora, centro-oeste americano é lastimável, parece que engoliram um saco de “bolas de gude” e resolveram fazer uma palestra mono-silábica. Coisa de louco!

Voltando... Esse negócio de usar óculos é realmente horrível. Semana passada, descobri que o grau da minha deficiência (agora visual) tinha aumentado. Saco! Eu tenho três óculos – um para dirigir, outro para sair e um para sonhar. Não que eu precise de óculos para enxergar meus sonhos (acho que não) mais depois que você adquire miopia e tem costume de dormir assistindo televisão, começa a dormir de óculos.

Dos três, perdi um (sempre o mais caro. O mais barato, que é o “quebra-galho”, nunca consigo perder. Se esqueço em algum lugar, mesmo de propósito, sempre tem alguém querendo me devolvê-lo. Vaso ruim não quebra!). O de dormir, é o mais confortável, batizei-o de “Harry Potter”, pois é um modelo antigo italiano, idêntico ao do ator Daniel Radcliffe, da saga de mesmo nome (deveria chamá-lo de “Rari Póta”, seguindo os padrões do sotaque britânico), porém, não é possível utilizá-lo no dia-a-dia, pois está todo torto (não sei o porquê disso, acho que se deve a muitos pesadelos em minhas noites mal dormidas). Meu oftalmologista me propôs fazer uma cirurgia, porém, antes disso, perguntou se eu gostaria de experimentar utilizar lente de contato em somente um dos olhos.

- Em um olho só? Bebeu? É, fiz a mesma cara de paisagem que você. Isso se chama técnica de mono-visão. Um olho para longe e outro para perto. O olho que recebeu correção total, vai apresentar presbiopia, mas o olho que possui uma leve miopia é capaz de continuar vendo os detalhes bem próximos. Passado algum tempo, o cérebro vai aprendendo qual olho deve dominar, de acordo com a distância do objeto a ser focado. A cada dia esse processo passa a acontecer numa velocidade tão grande que a pessoa não mais percebe que a visão de um olho é diferente do outro.
É, teoricamente, é o máximo. Mas para quem detesta óculos, nunca utilizou lentes de contato e, ainda por cima, terá que adaptar seu cérebro para que um olho enxergue de perto e o outro de longe, tudo isso ao mesmo tempo, sem deixar as atividades normais, é ensandecedor.

Mas, melhor assim do que do outro jeito. Após sete dias de teste, passados a base de olhos lacrimejando, cansados, vermelhos, dores de cabeça e irritação das mais variadas. Não é que a coisa ainda pode piorar? Acordei sábado passado com coceira em um dos olhos (o da lente). A coceira se estendeu para um edema na pálpebra e uma leve vermelhidão na parte branca do olho. Fui ao pronto atendimento e o especialista me disse ser uma leve inflamação inespecífica. Solicitou que eu aguardasse os próximos capítulos... Domingo acordei parecendo um sapo, ou melhor, meio sapo! Passei todo o dia procurando informações na internet sobre conjuntivite. Pensei que fosse por causa da utilização da lente, mas eu havia seguido todos os procedimentos de segurança, lavando as mãos trezentas vezes por dia, utilizando colírios lubrificantes  (quatrocentas vezes por dia) e passando quinhentas horas (por dia) para colocá-la e mais seiscentas, para retirá-la.

Eu sei que "a prática é a alma da experiência", porém, mesmo jogando a última versão do Tomb Raider todos os dias (por quase um mês) ainda erro na hora de pular de costas e para o lado, de uma plataforma a outra, de motocicleta. Mas aí, é só reiniciar a fase e tentar tudo outra vez. Bom, colocar lentes de contato (quando ainda não aprendeu a fazê-lo) é a mesma coisa. Imagine então, o que é enfiar o dedão no olho toda hora que você quer colocar ou tirar a lente. Suado e Zuado...

Mas, segundo meu oftalmologista, minha conjuntivite era viral e não tem nada a ver com a utilização de lentes de contato (Ufa, nessa não preciso me culpar). Que bom (ou sei lá), isso que dizer que não tenho desculpas para não tentar o sacrifício novamente (após sarar deste vírus ocular, é claro). Esse negócio de conjuntivite dura de sete a quinze dias, já estou no quinto, e segundo meu histórico de “curva de rio”, com certeza vai durar os quinze dias, senão, dezesseis. Quem sabe uns vinte! Ontem, a "maldita" passou  também,  para o outro olho. Será que são quinze dias em cada olho ou, quinze dias totais?? Estou em dúvida! Se for em cada olho, vou ficar quase trinta dias com essa cara de chupa-cabra.

O pior de tudo é quando te encontram no elevador (e eu,  sem óculos). Como não sou lutador de boxe e nem apicultor, as pessoas tem certeza que eu levei uma baita surra. Quando conto que é conjuntivite, é como se eles estivessem vendo o Conde Drácula, no meio da mata, em uma noite fria e muito escura, com um lobo uivando. Eu sei que é um ato instintivo de repugnação (tipo “sai prá lá jaburu”). Acho que, quando eles chegam em casa, desinfetam até o estômago. Infelizmente, é um instinto humano de proteção, mas pô, eu me magôo, também tenho sentimentos (droga, não posso chorar que essa porcaria piora)!

Agora estou usando óculos escuros até tarde da noite. Evito ter contato com desconhecidos e, principalmente, conhecidos. Ando com um pote de álcool em gel no bolso para me desinfetar (e quem sabe, oferecer para os conhecidos). Horrível sim, infectante, não!! Acho que não gostaria de ser cego, porém,  cegueira não é transmissível e, se não pega, ninguém precisaria me evitar. Mas ainda acho que  prefiro não ser cego!

Bom, estou mesmo horrível (as superfícies refletivas da minha casa que o digam). Meus olhos não estão só vermelhos, estão da cor de vinho tinto! Estou com edemas nas pálpebras superiores e inferiores. Não tenho olheiras, parece mais que tomei uma paulada no rosto. Sabe aquela coisa de velho narigudo que fica com o nariz pingando? Bom, o meu pinga-pinga, são de lágrimas. O tempo todo!

De óculos escuros, lencinho Klinex na mão e olhos escorrendo. Acho melhor ganhar um dinheirinho fazendo "serviço" de carpideira em velório. De manhã, quando acordo, preciso de um alicate e um formão para abrir meus olhos(isto é, quando consigo dormir. As ferroadas não me deixam em paz, nem a coceira. Elas ficam alternando, quando não é ferroada é coceira e vice-e-versa), eles ficam grudados de tanta secreção que, realmente, parece que foram soldados (Interessante! Porque soldado chama-se soldado? Não o soldado de solda, mas o soldado do exército! Bom, agora me lembrei de "soldo" que era pagamento... Esquece! Melhor parar senão vou longe).  E... Haja meleca! Nunca vi tanta meleca oftálmica sendo produzida! Você limpa um olho e quando vai limpar o outro, o primeiro já está cheio de meleca novamente. É uma beleza! Meleca para todo lado...

Minha visão está com uma redução de, pelo menos, 50% de acuidade, tanto para perto como para longe. Imaginem um japonês que acabou de “mandar” um prato de jiló com mel e, por isso, foi picado por 5.000 abelhas africanas (donas do mel), caiu do segundo andar de cara no chão, fantasiado de chupa-cabra. É, esse sou eu!!

Que saudades do tempo que eu utilizava somente os óculos!! Dá-lhe Bode Russo!!

terça-feira, 3 de março de 2009

ALERTA DE SEGURANÇA 2009/001

ALERTA DE SEGURANÇA 2009/001

Como no início de 2008, agora, no início de 2009, estão de volta as pragas dos Cavalos-de-tróia, porém, com RootKits mais avançados. CUIDADO!

O endereço abaixo foi identificado nesta linha de novos RootKits:

http://205.240.200.48 (Endereço falsamente denominado como da Polícia Federal)

Porém, ele poderá apresentar-se como um link original.

Exemplo:

Bradesco: http://www2.bradesco.com.br/cadastro.php?id=25652;

Receita Federal: http://www.fazenda.gov.br/anexo.php?id=244;

Etc.

(NÃO CLICK NESTES ENDEREÇOS! NA VERDADE, NÂO CLICK EM ENDEREÇO ALGUM...)

A primeira regra é não clicar em links recebidos por email (Sejam eles de quem forem) Da sua Mãe, do seu Filho, do Presidente da República, do Papa, das Lojas Marisa, e principalmente, links das ”suas fotos, com os amigos, fazendo compras com o Presidente da República nas Lojas Marisa acompanhados do Papa”!

Os bandidos adoram gente curiosa. Principalmente você! DEIXE SUA CURIOSIDADE DE LADO.

Essas e outras instituições, não enviam mensagens de email solicitando dados cadastrais. Não solicitam que você descarregue qualquer tipo de arquivo (downloads) e, infelizmente, talvez para você, nenhuma mulher, homem, amigos de infância, da escola, colégio ou faculdade está enviando uma "foto da turma", ou uma foto sua “alcoolizado” ou pior, da sua namorada “alcoolizada” (bem bêbada fazendo um escarcéu) e, muito menos, ou pelo menos, por email, ninguém está morrendo de saudades de você ou fazendo "declarações de amor" em segredo. Nem para você e nem para sua mulher, seu marido, sua namorada ou seu noivo. Cuidado, ao vasculhar as mensagens dos outros, isso pode caracterizar violação de correspondência. Nossa curiosidade e, principalmente, nossas inseguranças, podem custar mais caro do que uma simples detecção de neurose afetiva!

Outro ponto, quando for acessar qualquer site, digite todo o endereço:

Exemplo:

www.endereçodosite.com.br

Não confie nos facilitadores de digitação, histórico do seu navegador, ferramentas de “auto-completar” e endereços de ferramentas de pesquisa (Google, Yahoo, etc.).

Digite o endereço completo da instituição! Principalmente de Bancos! Não seja preguiçoso! Ir ao Banco pode dar mais trabalho, então: DIGITE TODO O ENDEREÇO. LETRA POR LETRA!

Mantenha “seus” antivírus atualizados! Sim, “SEUS” ANTIVIRUS!!! Segundo pesquisas, somente um antivírus não vai proteger você de todas as ameaças deste mundo virtual globalizado. E, segundo as “más línguas”, nem mais do que um. O que vai proteger você de maneira eficaz, serão os seus procedimentos, o poder de antever uma tragédia ou de se antecipar a uma armadilha. Lembre-se: Você não ganhou na loteria. Ninguém está querendo utilizar a sua conta corrente (pagando uma furtuna) para dar um golpe em alguém. O golpe é em você mesmo! Ninguém da nada de graça, muito menos dinheiro, presentes, viagens ou coisa que o valha. Você não é, e não vai ficar mais bonito(a) só porque está do outro lado de um computador e, desista, não existe ninguém “on-line” apaixonado por você. Até pode haver, mas com certeza ele não é lindo, rico e inteligente assim. Aquela “gata” maravilhosa que pediu para te adicionar no Orkut, provavelmente é homem e, dependendo do caso, já “puxou” uns 10 anos pelo artigo 171. Se você procura seu príncipe encantado em sites de “chat” ou de relacionamentos, tenha certeza que vai encontrá-lo. Vai encontrá-lo um dia, esvaziando sua conta corrente para manter sua nobreza. A verdade é dura, mas é melhor uma verdade dura do que ficar “duro” no banco.

Se você visitar os “sites” relacionados a segurança de informações ou artigos sobre virus e outra pragas, vai desistir de utilizar seu computador. A cada dia é lançado uma nova ameaça ou um novo golpe cibernético. Sites de imagem com Trojan (inclusive o Google). Páginas do YOUTUBE com endereço alterado, etc. Sem contar os melhores e mais visados de todos, os sites de relacionamento como ORKUT (no Brasil) e MySpace (no resto do mundo), mensagens instantâneas como o MSN, YAHOO MESSAGE, ICQ (ainda muito utilizado lá fora), entre outros. E, a nova moda em 2009, Lista de Grupos ou Lista de Discussões, principalmente, aquela da sua faculdade (Google Groups e Yahoo Groups) onde, além de receber avisos variados, os professores e alunos trocam vários tipos de arquivos ou links aparentemente “confiáveis”. PERIGO!!

Uma nova ameaça de RootKit (Rootkit é um tipo de trojan, que se esconde das ferramentas de segurança e que possuem esse nome porque foram baseados nos Sistemas Unix/Linux, onde o “root” é o usuário com controle total ao sistema) é bem difícil de ser removido. São utilizados, algumas vezes, para o “bem” e principalmente para o “mal”. Algumas ferramentas de segurança possuem um módulo de “rootkit” com a finalidade de esconder alguns de seus processos, porém, isso também é utilizados por programadores inescrupulosos, ou seja, se pularmos da frigideira, com certeza cairemos no fogo, ou na melhor das hipóteses, vamos nos arrebentar no chão!

Você pode me perguntar: - Mas, eu não posso confiar nem nas mensagens enviadas pelos meus amigos?

E eu lhe respondo: - NÃO! Principalmente nos amigos que enviam links para serem clicados!

Alguns sites têm o hábito de coletar dados sobre os seus usuários, ou seja, eles saberão as páginas que você visitou, quanto tempo ficou nelas, pra onde você foi, etc., criando assim um “hábito de navegação”. Existem empresas que se utilizam dos webbugs (figuras de anúncios comerciais) que fazem o uso de “cookies” (Muito termo técnico? Procure suas definições na internet. Se eu fosse abranger todos os termos técnicos escreveria um livro e a idéia não é essa) para obter informações desses hábitos de navegação de uma forma muito mais ampla, envolvendo múltiplos sites. Esses “Cookies” são chamados de Tracking Cookies (Entenda isso como rastreadores). Todos os sites são obrigados a declarar se utilizam tais ferramentas, porém, eu tenho certeza que você nunca se preocupou em ler aquelas “Políticas de Privacidade” quando se cadastra em um determinado site. Ok! Eu também não! Demora muito... Nem os famosos “I agree” (Eu concordo) dos softwares freeware ou shareware que você “baixa” no seu computador. Certo? Idem!

Sou tão normal quanto você, também não leio! Não tenho paciência para isso. Também, existem termos de licenças que são extremamente grandes, complicadas, confusas e, na maioria das vezes, completamente incognoscíveis (A licença da Claria Corporation é maior que a constituição dos Estados Unidos). Pois bem! É por isso que damos abertura para que pessoas mal intencionadas abusem da nossa (pseudo) ignorância (na verdade, tem mais a ver com preguiça do que ignorância – O computador e suas facilidades nos deixam cada vez mais preguiçosos. Se eu pudesse, já teria tomado uns cinco cafés “on-line” enquanto escrevo esse texto).

ATENÇÂO: Se você não conhece a idoneidade do site que está acessando, não acesse! E, NUNCA, forneça seus dados! O melhor seria não acessar nada. Vá pessoalmente! (Eu sei que o termo acessar, gramaticalmente está errado, porém, isso já virou computês)

EULA (End-User License Agreements) é como é chamado o acordo de licença que você aceita para instalar um programa qualquer. Descobri que em um concurso promovido pelo site PC Pitstop, presentearia com U$1.000,00 quem enviasse um e-mail para um determinado endereço descrito no EULA. O concurso ficou meses no ar, com centenas de downloads até que uma pessoa (que não tinha mais o que fazer do que ficar lendo acordos de contrato de licenças) leu o EULA do software e enviou a mensagem para o endereço indicado no e-mail. Recebeu a grana! Ou seja, até aquela ocasião, nenhuma das pessoas que fez o download do programa tinha lido o acordo de licença e, infelizmente, se alguém tiver essa idéia novamente, eu também não vou ganhar. Ou você acha que eu tenho tempo para ficar lendo licença de software?

Outra coisa importante são os robôs ou spiders (aranhas) que “navegam” na Internet de forma automatizada. Eles seguem links de páginas e procuram por qualquer seqüencia de letras e símbolos que se pareça com um endereço de e-mail. Ao encontrar um email, eles o adicionam ao seu (deles) banco de dados. Pronto, simples! Seu e-mail já estará na lista de spammers que enviarão e-mails de propagandas e os mais diversos tipos de worms e trojans.

Dizem que a única forma de proteger seu email na internet é digitar seu endereço por extenso, exemplo: “seu nome ARROBA nome do provedor PONTo com PONTO br”. Ridículo!! Mas dizem que você, agindo desta forma, poderá diminuir a quantidade de lixo eletrônico que recebe. Porém, existem alguns robôs que possuem a capacidade de capturar seu “email”, mesmo escrito desta forma ridícula. Podemos concluir que para não receber “spam”, é só não possuir email! Isso mesmo, “no email – no spam”, bárbaro! Ah! Me esqueci! Esses robôs também podem atuar no seu disco rígido e varrer a sua lista de emails. È por isso que tanta gente conhecida envia email “bomba” para outros “amigos” sem saber que enviou. Mui amigo...

Resumindo, a regra é essa: Não confiem em texto, imagens ou vídeos. Todos eles podem estar infectados. Também não confie nos seus familiares e nem nos seus amigos, eles também podem estar infectados (Eu estou infectado! Estou com conjuntivite, mas isso “ainda” não se pega através da internet). Não confie em ninguém “on-line” ou mesmo “off-line”. Desconecte seu computador da internet, não utilize celulares com tecnologia GSM 3G ou qualquer outro celular que tenha acesso a internet. Não conecte seu aparelho de game on-line e, futuramente, nas transmissões de TV digital, onde você poderá conectar-se a internet. Desligue a televisão. Desligue não, quebre-a! Ou seja, não se conecte a nada que se conecte a internet e nem deixe que alguém se conecte ao seu computador, principalmente com os, cada vez mais comuns e cada vez maiores “pen-drives”. Melhor seria voltarmos às máquinas de escrever, mas, como isso não será possível até depois de 2012 - segundo as profecias Maias de Chalan Balan – melhor mesmo é tomarmos cuidado com esse mundo virtual. Antes de tudo, com nossos procedimentos e, principalmente, nossa curiosidade. Antes um pássaro voando do que dois enfiados nos seus olhos!

Abraços no seu bolso!

Nelson Barbosa Jr.

Professor de Engenharia de Software

Consultor e Especialista em Processos, Comunicação e Segurança de Dados